You are viewing archived content
of the Inter-American Foundation website as it appeared on June 1, 2018.

Content in this archive site is NOT UPDATED.
Links and dynamic content may not function, and downloads may not be available.
External links to other Internet sites should not be construed as an endorsement of the views contained therein.
Go to the current iaf.gov website
for up-to-date information about community-led development in Latin America and the Caribbean.

Perguntas frequentes

Print
Press Enter to show all options, press Tab go to next option

 

Quem dirige a IAF?

A IAF é dirigida por um conselho diretor constituído de nove membros nomeados pelo presidente dos Estados Unidos e confirmados pelo Senado desse país. Seis membros do conselho provêm do setor privado e três do governo federal. O conselho diretor nomeia um presidente que atua como chefe executivo da IAF.

 

Como a IAF é financiada?

Anualmente, o Congresso dos Estados Unidos destina fundos para serem usados pela IAF em conformidade com a Lei de Ajuda Externa de 1969, segundo emendada. A IAF tambén tem acesso ao Fundo Fiduciário de Progresso Social, administrado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento e que consiste em pagamentos de empréstimos originalmente feitos pelo governo dos EUA nos termos da Aliança para o progresso a vários países da América Latina e do Caribe. 

 

Por que a IAF é diferente?

  • Um mandato baseado em valores humanos permite à IAF apoiar programas que promovem os princípios democráticos, empresariais e autônomos, bem como de progresso econômico da população de baixa renda.

  • A sensibilidade às iniciativas da população organizada de baixa renda é o princípio orientador que guia o trabalho da IAF.

  • Um enfoque no inovador e experimental permite à IAF continuar a ser pioneira na comunidade de assistência para o desenvolvimento.

  • Um conselho diretor de estrutura bipartidária público-privada assegura que a IAF se beneficie da experiência empresarial e trabalhe em prol de programas de interesse nacional de longo prazo.

  • Uma estrutura operacional mínima reduz as despesas gerais ao mínimo e, ao mesmo tempo, maximiza os rendimentos dos programa

O que é o desenvolvimento de base?

A IAF usa o termo “desenvolvimento de base” para descrever o processo mediante o qual as pessoas desfavorecidas se organizam por iniciativa própria para melhorar o bem-estar social, cultural e econômico das respectivas famílias, comunidades e sociedades. Este conceito baseia-se na premissa de que a chave das democracias sustentáveis, sociedades eqüitativas e economias prósperas é uma estratégia orientada para as pessoas que ressalta a participação, o desenvolvimento organizacional e a criação de redes.

 

Como a IAF pode fazer tanto com tão pouco?

  • Sabe escolher seus parceiros. A IAF apóia grupos de base com um histórico de atividades participativas de autoajuda, dispostos a investir e arriscar os próprios recursos.

  • Reponde a iniciativas locais. A IAF não formula nem impõe projectos; ao contrário, aproveita as idéias e o compromisso de seus beneficiários.

  • Incentiva processos sustentáveis, seja com renda gerada pelos donatários ou com recursos conseguidos dos setores privado e público.

  • Apóia abordagens inovadoras replicáveis que lhe permitem aumentar o impacto das atividades por meio de um efeito multiplicado


Quais são os resultados do financiamento?

A Fundação Interamericana demonstra que o desenvolvimento de base funciona. A melhor prova é que este enfoque no desenvolvimento é hoje em dia uma prioridade para muitos doadores internacionais, inclusive entidades dos setores público e privado de todo o Hemisfério. A Fundação está empenhada em comprovar este êxito fazendo um acompanhamento sistemático dos resultados de seus projetos. Formulou e desenvolveu o Quadro do Desenvolvimento de Base (QDB) para coletar e avaliar os dados que as análises tradicionais não captam. O QDB mede os resultados tanto tangíveis como intangíveis entre indivíduos, organizações e a sociedade em geral.