You are viewing archived content
of the Inter-American Foundation website as it appeared on June 1, 2018.

Content in this archive site is NOT UPDATED.
Links and dynamic content may not function, and downloads may not be available.
External links to other Internet sites should not be construed as an endorsement of the views contained therein.
Go to the current iaf.gov website
for up-to-date information about community-led development in Latin America and the Caribbean.

Niños de la memoria de Eduardo Rodríguez-Frías

Print
Press Enter to show all options, press Tab go to next option
Niños de la memoria
Filme de Kathryn Smith Pyle e María Teresa Rodríguez
2012

O roubo de crianças argentinas para adoções ilegais, orquestrado pelos militares que haviam raptado e assassinado seus pais durante a guerra suja, já foi tema de jornalismo investigativo, documentários, filmes (inclusive La Historia Oficial, que ganhou um Oscar) e telenovelas. Como resultado, são amplamente conhecidos os horrores dessa época e da busca realizada pelas famílias biológicas ainda desesperadas para reencontrar essas crianças, agora já adultos.

Menos conhecidos são os fatos ocorridos em El Salvador durante a guerra civil que entre 1980 e 1992 matou cerca de 75.000 pessoas e fez com que milhares fugissem do país. Pobreza, desigualdade e repressão brutal levaram legiões de salvadorenhos a se juntar a um crescente movimento de resistência e a resposta do governo foi uma campanha de terra arrasada. Comunidades inteiras foram massacradas, exceto algumas crianças e bebês que foram levados pelos soldados do governo e enviados para adoção na Europa e Estados Unidos. Então começou a busca por essas crianças que agora são adultos. Esse aspecto da guerra captou tanto o interesse de Kathryn Smith Pyle, representante sênior da IAF para El Salvador de 2001 a 2007, que ela chamou Rodríguez, direitora de filmes, para ajudá-la a levar a história para as telas. Eles receberam apoio do Sundance Institute, United States Institute of Peace e Independent Television Service, entre outros doadores. O Museo de la Palabra e Imagen e Centro Arte para la Paz, donatários da IAF, forneceram filmes de seus arquivos e outros materiais.

Seu filme, Niños de la Memoria [Filhos da memória], traça a o progresso de três indivíduos na busca por seus parentes biológicos. Margarita Zamora, cujos irmãos desapareceram, é uma investigadora determinada da Asociación Pro-Búsqueda de Niños y Niñas Desaparecidos, uma organização não governamental fundada para reunir famílias separadas durante a guerra. Entre seus clientes estão Jamie Harvey, 31, que foi adotada por uma família americana e espera encontrar os parentes salvadorenhos que ela nunca conheceu; e Salvador García, um agricultor que enterrou uma filha após um massacre e luta diariamente para lidar com o desaparecimento de outra. A cada passo, Margarita é prejudicada pela falta de acesso aos arquivos militares que poderiam resolver esses casos. As buscas se alternam com uma vívida colagem sobre a história de El Salvador desde as origens da guerra civil até a recente eleição de Mauricio Funes, candidato da Frente Farabundo Martí para la Liberación Nacional, movimento insurgente que se tornou um partido político após o fim das hostilidades.

Embora Niños de la Memoria deixe o espectador com vontade de saber mais sobre os protagonistas, especialmente Margarita e os casos que ela procura resolver, o filme expõe os acontecimentos de maneira satisfatória. Em 2009, o governo salvadorenho finalmente reconheceu o desaparecimento das crianças, mas não se realizou nenhuma investigação oficial, os perpetradores não foram processados, nem houve justiça para as vítimas. Até hoje, Pro-Búsqueda resolveu cerca de 370 casos, mas ainda há centenas e muitos talvez nunca sejam resolvidos. As avós da Plaza de Mayo encontraram somente 105 das 500 crianças argentinas desaparecidas; mas, se elas nos ensinaram alguma coisa é que, apesar de tudo, as famílias não vão desistir.

A estréia do filme no Festival Cine Documental Ambulante em San Salvador em maio gerou extensa cobertura da mídia. A Latin American Studies Association deu a Niños de la Memoria o Prêmio de Honra ao Mérito Cinematográfico após selecioná-lo para exibição no seu Trigésimo Congresso, realizado em San Francisco. Uma lista atualizada das datas de exibição pode ser encontrada em www.ninosdelamemoria.com; para saber mais sobre a busca por essas crianças, visite: probusqueda.org.sv. — Eduardo Rodríguez-Frías, Web master da IAF