You are viewing archived content
of the Inter-American Foundation website as it appeared on June 1, 2018.

Content in this archive site is NOT UPDATED.
Links and dynamic content may not function, and downloads may not be available.
External links to other Internet sites should not be construed as an endorsement of the views contained therein.
Go to the current iaf.gov website
for up-to-date information about community-led development in Latin America and the Caribbean.

Desenvolvimento de empresas

Print
Press Enter to show all options, press Tab go to next option

English | Español | Kreyòl | Português 

A Fundación para el Desarrollo Sostenible (FUNDES) estima que milhares de micro e pequenas empresas na América Latina e no Caribe empregam mais de 80% dos trabalhadores da região e representam cerca de 50% do PIB. Em 2011, 21% de todas as doações da IAF foram concedidas a organizações que promovem o desenvolvimento de empresas com acesso a pequenos empréstimos e capital de giro, além de assistência técnica para melhorar os produtos, serviços e gestão. Essas empresas incluem indústrias caseiras que empregam só uma pessoa e cooperativas mais sofisticadas que fornecem trabalho a dezenas de pessoas.

Projetos recentes:

A Fundación para el Desarrollo Juvenil (FDJ) se concentra no desenvolvimento de habilidades técnicas e potencial de liderança de adolescentes salvadorenhos nos departamentos de Cuscatlán e San Salvador. Muitos jovens vivem em bairros onde as gangues de rua são uma ameaça diária. Com orientação da FDJ, os jovens aprendem a lidar construtivamente com os desafios da pobreza e do crime iniciando microempresas de criação de animais e formando uma rede de apoio com objetivos semelhantes. Eles investem em educação e contribuem para as despesas domésticas e suas famílias se beneficiam de uma fonte segura de proteínas.

O Instituto Asta, do Rio de Janeiro, organizou uma rede para distribuir produtos artesanais de mercado solidário, mediante vendas diretas, catálogos e Internet. Desenvolveu centros que vinculam os produtores aos vendedores. O Instituto Asta está formando uma nova equipe de comunicação e mídia para comercializar os produtos e capacitar quase 1.000 artesãos para melhorar a qualidade de seu trabalho e maximizar o potencial de renda.

A Empresa para el Desarrollo S. A. (EDESA) da Costa Rica está trabalhando para desenvolver e capitalizar as “Empresas de Crédito Comunal” (ECC) fornecendo-lhes crédito e investimento. As ECC, por sua vez, oferecem serviços financeiros a comunidades rurais pobres. O apoio da IAF foi crucial para a expansão das ECC, que agora são quase 9.700 (mais do dobro do número inicial). O modelo das EDESA está se mostrando altamente eficaz, pois 94% dos mutuários efetuam seus pagamentos em dia. A EDESA também incorpora princípios e práticas de desenvolvimento de base em seu programa intensivo de capacitação para melhorar as operações das ECC e encoraja a colaboração para beneficiar suas comunidades, em vez de focalizar somente o êxito comercial.

A Central Piurana de Cafetaleros (CEPICAFE) está trabalhando com 880 membros de 12 associações de produtores peruanos das regiões de Piura, Amazonas e Tumbes para aumentar o rendimento do cacau orgânico e processar chips de banana para exportação.

A Cooperativa Delicias Criollas (Delicias Criollas) oferece a suas 15 empresas afiliadas, todas administradas e abastecidas por mulheres uruguaias, capacitação e assistência técnica para a produção e comercialização de geleias, doces e outros produtos de frutas para venda. Recentemente, convenceu várias companhias uruguaias a oferecer esses produtos como brindes em eventos empresariais. A estratégia foi um sucesso e outras companhias mostraram interesse. Delicias Criollas está trabalhando para vender sua linha de produtos em lojas de Montevidéu.