You are viewing archived content
of the Inter-American Foundation website as it appeared on June 1, 2018.

Content in this archive site is NOT UPDATED.
Links and dynamic content may not function, and downloads may not be available.
External links to other Internet sites should not be construed as an endorsement of the views contained therein.
Go to the current iaf.gov website
for up-to-date information about community-led development in Latin America and the Caribbean.

Peru

Print
Press Enter to show all options, press Tab go to next option
Carteira atual

Donatários ativos: 20

Recursos da IAF: US$6.115.577

Contrapartida: US$7.515.557

Investimento total: US$13.631.134

Áreas de ênfase: Agricultura, conservação, responsabilidade social das empresas, educação,

desenvolvimento de empresas.

Novas doações

Centro de Investigación y Promoción Social “Sara Lafosse”
(CIPS “Sara Lafosse”),
US$326.000 por três anos; contrapartida comprometida: US$252.520.

Trabalhando com associações de produtores de leite e pescadores e capacitando novos empresários, o CIPS espera aumentar a renda de 200 famílias nas comunidades de El Carmelo e Huancaquito Bajo no distrito de Virú, La Libertad. Além disso, vai promover a cooperação entre 22 entidades públicas e privadas na Asociación de Mesa de Diálogo de Desarrollo Local de los Valles Costeros de la Región la Libertad (AMEDIVAC), que apoiará o projeto. (PU-569)

Instituto de Investigación para Desarrollo Rural, Agroindustrial y Medio Ambiente
(IDRA PERU), US$170.000 por três anos; contrapartida comprometida: US$160.410.

O IDRA PERU vai desenvolver a capacidade técnica e organizacional e o acesso ao mercado de 225 artesãos em 14 associações, principalmente mulheres e jovens, habilitando-os a aumentar e diversificar a produção. O projeto deve beneficiar indiretamente outros 900 habitantes de oito comunidades localizadas em torno do sítio arqueológico de Sillustani, no distrito de Atuncolla, Puno. (PU-570)

Urku Estudios Amazónicos (Urku), US$272.000 por três anos; contrapartida comprometida: US$340.430.

Urku vai trabalhar para envolver as comunidades da região de San Martín na conservação de suas florestas mediante um programa integrado de gestão de recursos e recuperação da biodiversidade. Em colaboração com a Federación Kichwa Huallaga Dorado (FEKIHD), vai desenvolver o ecoturismo, redes de produtores para comercializar café, plantas medicinais e artesanato, um sistema para monitorar o meio ambiente e educação ambiental. O projeto deve beneficiar 5.600 peruanos diretamente, ajudar a proteger o ecossistema local e gerar receita para os esforços de conservação das comunidades participantes. (PU-571)

Asociación Pro Derechos Humanos
(APRODEH), US$325.510 por três anos; contrapartida comprometidos: US$151.095.

A APRODEH vai promover a inclusão social de peruanos com deficiência mental, um dos grupos mais marginalizados e vulneráveis do Peru, trabalhando para a aplicação do Artigo 19 da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência (CRPD) das Nações Unidas, que reconhece seu direito a viver de maneira independente e participar da vida comunitária. (PU-572)

Doações suplementares


Centro de Estudios y Desarrollo Social-APUR IMAC (CED ES-APUR IM AC), US$120.000; recursos de contrapartida comprometidos: US$116.088.

CEDES-APURIMAC vai oferecer capacitação, assistência técnica, crédito e serviços de comercialização a famílias de agricultores e representantes dos governos municipais para a execução de um programa coordenado de desenvolvimento da agricultura orgânica. (PU-546-A3)

Asociación Arariwa para la Promoción Técnico-Cultural Andina (Arariwa), US$23.893; contrapartida comprometida: US$7.192.

A Arariwa vai fornecer capacitação e assistência técnica a agricultores para que possam manter ou aumentar a produção em suas pequenas propriedades e ajudar sua associação a assumir plena responsabilidade pela gestão de uma instalação de processamento de frutas e comercialização de seus produtos. (PU-548-A3)

Red de Municipalidades Rurales del Perú
(REMURPE), US$98.100; contrapartida comprometida: US$88.850.

Para que as prefeituras de Cusco, Piura, Puno e Ayacucho tenham acesso a recursos públicos para o desenvolvimento, a REMURPE vai coordenar reuniões, oferecer capacitação e assistência técnica e proporcionar oportunidades de autoridades e funcionários municipais visitarem projetos bem-sucedidos e terem acesso a uma plataforma virtual de aprendizado. (PU-550-A3)

Asociación Comunión, Promoción, Desarrollo y Liberación (COPRODELI), US$102.572; contrapartida comprometida: US$61.380.

A COPRODELI vai continuar fornecendo capacitação e assistência técnica a 100 micro e pequenas empresas mediante a criação de um incubador de empresas e um parque industrial. (PU-552-A3)

Centro de Investigación, Estudio y Promoción del Desarrollo Minka
(Minka), US$79.700; contrapartida comprometida: US$48.030.

O Minka vai ajudar a rede de produtores de frutas e hortaliças formada com apoio da IAF a acessar mercados melhores e documentar sua experiência para divulgação em todo o país. (PU-556-A2)

Ayllu Yupaychay
(Yupay), US$125.000; contrapartida comprometida: US$134.100.

Yupay vai continuar usando as artes visuais, a língua quíchua e valores culturais indígenas para promover o desenvolvimento educacional de crianças de 3 a 7 anos em 10 comunidades quíchuas na região de Cusco. (PU-560-A1)

Asociación Minga Perú
(Minga Perú), US$49.960.

A Minga Perú organizou a participação de três organizações donatárias numa comemoração da diversidade de comunidades indígenas do Peru e suas contribuições ao desenvolvimento de base realizada no National Museum of the American Indian em julho. (PU-563-A1)

Investimento no ecoturismo e meio ambiente

Segundo o Center for Responsible Travel, o ecoturismo global gera cerca de US$77 bilhões anualmente. O ecoturismo tornou-se uma fonte de renda para os moradores de comunidades rurais que fornecem alojamento, alimentação, tours, transporte e outros serviços. Assim, oferece um poderoso incentivo ao investimento em conservação, para que os lugares continuem a atrair visitantes e produzir benefícios no futuro.

Urku Estudios Amazónicos (Urku) é uma organização não governamental cuja missão consiste em melhorar a qualidade de vida dos habitantes da região de San Martín, na Amazônia Peruana. Especificamente, Urku, que significa “montanha” em quíchua, trabalha para promover um desenvolvimento econômico que seja compatível com a conservação ambiental, diversidade cultural e justiça social. Com esse objetivo, vai usar a doação da IAF para aproveitar — e proteger — um importante ativo. Há sete anos, a cordilheira Escalera, localizada na zona sudoeste da província de San Martín, foi designada como área protegida pelo governo provincial. Estendendo-se por mais de 2.400 quilômetros quadrados e com altitudes de 200 a 2.200 metros acima do nível do mar, seus diversos ecossistemas proporcionam o hábitat para uma gama extravagante de exemplares da flora e fauna, alguns considerados raros e em extinção, como três espécies endêmicas de rãs e o urso de óculos, que serviu de inspiração para Paddington, o personagem popular nos livros infantis de Michael Bond. Os rios da cordilheira constituem a principal fonte de água para 265.000 peruanos. As maravilhas naturais incluem lagos, lagoas, cachoeiras e fontes termais.

Trabalhando em colaboração com a Federación Kichwa Huallaga Dorado (FEKIHD), que representa 10 comunidades quíchuas, Urku vai desenvolver um programa integrado de gestão de recursos naturais e recuperação da biodiversidade na cordilheira Escalera e organizar serviços para ecoturistas. Os planos incluem a formação de redes de produtores que vendem café, plantas medicinais e artesanato, o desenvolvimento de um sistema para monitorar o ecossistema e educação ambiental para os moradores. A receita gerada pelo turismo deve apoiar os esforços de conservação das comunidades participantes que abrangem 5.600 peruanos.

O desmatamento é uma grande preocupação para Urku. Cerca de 1,6 bilhão de pessoas no mundo em desenvolvimento dependem das florestas para alimentação, combustível e subsistência. Essa pressão, junto com o avanço da agricultura em escala industrial e a extração de madeira indiscriminada, exacerbou a mudança climática e acelerou o aquecimento global, ameaçando os recursos naturais e até mesmo a segurança alimentar. A conexão entre desmatamento e pobreza levou a um amplo consenso quanto à necessidade de preservar as áreas florestais e controlar as forças destrutivas. Urku é orientada pelo princípio de que o êxito nessa direção depende da participação das comunidades na gestão das florestas, que a doação da IAF vai apoiar e promover.

Miriam Euclides Brandão, representante da IAF