You are viewing archived content
of the Inter-American Foundation website as it appeared on June 1, 2018.

Content in this archive site is NOT UPDATED.
Links and dynamic content may not function, and downloads may not be available.
External links to other Internet sites should not be construed as an endorsement of the views contained therein.
Go to the current iaf.gov website
for up-to-date information about community-led development in Latin America and the Caribbean.

Nicarágua

Print
Press Enter to show all options, press Tab go to next option
Carteira atual

Donatários ativos: 15

Recursos da IAF: US$4.165.378

Contrapartida: US$7.525.458

Investimento total: US$11.690.836

Áreas de ênfase: Agricultura (grãos básicos, frutas tropicais, café orgânico), ecoturismo, acesso a água e saneamento, inclusão de jovens.

Novas doações

Casa Alianza
(CAN), US$301.400 por três anos; contrapartida comprometida: US$190.009.

CAN vai executar um programa de extensão para jovens e seus pais em três bairros de Manágua. O programa vai proporcionar capacitação em habilidades profissionais e desenvolvimento de empresas, oferecer aos jovens a oportunidade de participar em estágios e ligas de esporte e disponibilizar capital semente para novas empresas. Seus recursos incluem um centro residencial para tratamento de dependentes de drogas que pode acomodar 90 jovens e um abrigo para 25 mães jovens e seus filhos. (NC-298)

Asociación para el Desarrollo de la Costa Atlántica Pana Pana
(Pana Pana), US$395.789, por três anos; contrapartida comprometida: US$473.519.

A Pana Pana vai habilitar 14 comitês comunitários rurais e periurbanos na isolada Costa Atlântica a mobilizar recursos do governo, organizações não governamentais e outras entidades para infraestrutura que proporcione água limpa e saneamento, reduzindo a incidência de doenças transmitidas pela água. Além disso, vai promover práticas de higiene na área. (NC-299)

Doações suplementares

Cooperativa Multisectorial Verde Esperanza, R.L. (COMULVERL), US$118.200; contrapartida comprometida: US$46.438.

A COMULVERL vai continuar a fornecer crédito, materiais, capacitação e assistência técnica a agricultores de El Jicaral e Santa Rosa del Peñon, departamento de León, disponibilizar crédito e capacitação a proprietários de pequenas empresas varejistas e manufatureiras e trabalhar para se tornar autossuficiente. (NC-279-A2)

Fundación Caja Rura l San Lorenzo (CARUSALO) US$132.524; contrapartida comprometida: US$308.547.

A CARUSALO vai continuar fornecendo a quatro associações de agricultores de Boaco capacitação, assistência técnica e crédito para melhorar a produção de feijão, arroz, hortaliças e pitaia. Ela vai ajudar os agricultores a aplicar novas estratégias de irrigação, construir centros de coleta e uma estufa, juntar seus produtos para vender a atacadistas de Manágua e trabalhar para a autossuficiência dessas organizações de base. (NC-280-A3)

Unión de Cooperativas Agropecuarias Productoras de Café Orgánico (UCPCO), US$110.000; contrapartida comprometida: US$373.339.

A UCPCO vai melhorar a capacidade dos agricultores do norte da Nicarágua de produzir e exportar café certificado como orgânico e de comércio justo fornecendo equipamento e assistência financeira e técnica e construindo filiais, uma loja e uma instalação para processar fertilizante orgânico. (NC-278-A4)

Unión de Cooperativas Agropecuarios Héroes y Mártires de Miraflor, R.L.
(MIRAFLOR), US$110.000; contrapartida comprometida: US$153.738.

A MIRAFLOR vai continuar trabalhando em comunidades rurais na Reserva Natural Miraflor para aumentar a produção de fertilizante orgânico e pesticida, fomentar a conservação de água e o reflorestamento, promover o uso de fogões eficientes e fornecer crédito para apoiar a infraestrutura de ecoturismo e a produção de café orgânico. (NC-282-A4)

Esperança para a área central da cidade

Em 1972, um terremoto devastou Manágua e, quatro décadas depois, os danos ainda são visíveis. Pessoas continuam a ocupar os prédios abandonados na paróquia de Santo Domingo, onde antes havia um próspero centro da cidade. Santo Domingo é um bairro marginalizado e os jovens moradores em geral abandonam a escola para vender água, refrigerantes e biscoitos nos sinais. Mal sobrevivendo e ansiosos por aceitação, muitos aderem a gangues, drogas ou prostituição— e uma vida de violência, dependência, crime e doença.

Casa Alianza Nicaragua (CAN) está usando a doação da IAF para trabalhar com jovens e seus pais em Santo Domingo e dois outros bairros marginalizados num programa intensivo de organização comunitária. O objetivo é proporcionar atenção, prevenção e inclusão social às famílias. Além de arregimentar igrejas, polícia comunitária, empresas e funcionários do governo local, a CAN ofereceu cursos de jornalismo aos jovens. Eles produzem um boletim e outros materiais destinados a ajudar a mobilizar os moradores dos três bairros. Em resultado, milhares participam das reuniões comunitárias da CAN e estão se unindo ao esforço de melhorar as moradias e criar espaços verdes que ofereçam oportunidades de lazer. Outros cursos ensinam os jovens a organizar atividades esportivas e culturais para seus pares, além de workshops sobre liderança, competências para a vida, perigos das drogas e prevenção de HIV/AIDS.

Um importante princípio do trabalho da CAN é que a estabilidade a longo prazo das famílias e jovens depende de empregos. A CAN oferece a 200 jovens e adultos cursos de mecânica, alfaiataria, confeitaria, computação, inglês e outras competências destinadas a qualificá-los para o mercado de trabalho. Alguns alunos aprenderam a elaborar planos de negócios; os mais promissores recebem materiais ou fundos para iniciar uma empresa, bem como treinamento e assistência técnica. A CAN oferece aos jovens oportunidades de aprender na prática mediante colocação como estagiários em firmas que podem empregá-los.

Os participantes têm acesso a recursos médicos, legais e psicológicos, inclusive a casa da CAN para jovens grávidas e seu centro de tratamento para dependentes de drogas. Como exemplo do que seu apoio pode realizar, a CAN indica Ricardo Bonilla, ex-líder da gangue Los Pica e agora um ativista comunitário, graças ao centro de reabilitação da CAN. Bonilla usa o futebol para proporcionar estrutura aos jovens em risco. Fazendo gols contra as drogas e a violência é o seu slogan; para participar, os jogadores têm que se comprometer a estudar e evitar drogas. Bonilla recentemente treinou o time que conquistou o campeonato. “O maior prêmio foi a oportunidade de ajudar esses jovens,” disse Ricardo ao mostrar o troféu.

Patrick Ahern, representante da IAF