You are viewing archived content
of the Inter-American Foundation website as it appeared on June 1, 2018.

Content in this archive site is NOT UPDATED.
Links and dynamic content may not function, and downloads may not be available.
External links to other Internet sites should not be construed as an endorsement of the views contained therein.
Go to the current iaf.gov website
for up-to-date information about community-led development in Latin America and the Caribbean.

Haiti

Print
Press Enter to show all options, press Tab go to next option
Carteira atual

Donatários ativos: 11

Recursos da IAF: US$3.356.480

Contrapartida: US$3.273.658

Investimento total: US$6.630.138

Áreas de ênfase: Agricultura e segurança alimentar, desenvolvimento de empresas, parcerias com a diáspora, saúde e saneamento rural, capacitação, inclusão de mulheres e jovens.

Novas doações

Fondation Haïtienne pour le Maintien de la Paix Sociale/Partenariat pour le Développement Local (FOHMAPS/PDL), US$364.315 por três anos; contrapartida comprometida: US$259.680.

A FOHMAPS, através de PDL, seu programa de desenvolvimento rural, vai capacitar 3.000 membros de grupos de base para administrar atividades de agricultura, saúde comunitária, conservação e microcrédito nos departamentos Norte e Artibonite e desenvolver a liderança para que os grupos formem organizações maiores e se tornem autossuficientes. (HA-216)

Doações suplementares

Mouvement Paysan 3ème Section Camp-Perrin (MP3K), US$115.000; contrapartida
comprometida: US$40.500.

O MP3K vai desenvolver um programa para capacitar agricultores dos departamentos vizinhos no método de propagação rápida do inhame, formar uma rede de produtores e contratar um especialista em comercialização para identificar clientes. (HA-203-A4)

Fondation Festival Film Jakmèl (FFFJ)
, US$79.650 por dois anos; contrapartida comprometida: US$270.910.

A FFFJ vai elaborar um plano de arrecadação de fundos para que o Ciné Institute continue a capacitar jovens para a indústria cinematográfica do Haiti. (HA-206-A3)

Oganizasyon Kominotè Fanm Veyon (OKFV), US$17.860 por seis meses; contrapartida comprometida: US$3.550.

A OKFV vai terminar a construção de uma instalação de tratamento e armazenagem de sementes. (HA-209-A1)

L’Ecole de Fabrication Métallique pour les Démunis
(EFAMED), US$21.720 ; contrapartida comprometida: US$22.500.

A EFAMED vai trabalhar com formandos de sua escola profissionalizante em Jérémie para organizar uma cooperativa metalúrgica que produza portas janelas e portões industriais e ferramentas agrícolas. O projeto deve proporcionar uma renda estável a 50 jovens; seus produtos vão beneficiar todo o departamento de Grand’Anse. (HA-215-A1)

Organizações geram mudança nas áreas rurais do Haiti

A partir de 24 de agosto, o Haiti foi abalado por uma série de desastres naturais. O furacão Isaac ceifou vidas humanas e destruiu lavouras, animais, casas e tendas. Seguiu-se um surto de cólera, lembrando de maneira fatal que a água limpa e o saneamento adequado são uma realidade distante. Em outubro, o governo do Haiti informou que o furacão Sandy havia destruído 70% das lavouras restantes. Agora os alimentos são mais caros do que durante as infames rebeliões de 2008. Os agricultores, que sempre dependeram de sua própria produção de banana, feijão e milho para enfrentar as épocas de vacas magras, dizem que os ventos acabaram com sua rede de segurança e eles estão famintos.

Parece que os haitianos lutam constantemente com forças que convergem para desestabilizá-los. Nas montanhas do norte, porém, a Partenariat pour le Développement Local (PDL) está ajudando os habitantes a assumir o controle de suas vidas e meios de subsistência. PDL trabalha com comunidades e associações de agricultores para melhorar a produção, saúde, saneamento e gestão dos recursos naturais. Desde a sua fundação em 2009, já ajudou a formar e capacitar organizações em nove comunidades. Com a doação da IAF, vai ajudar quatro organizações nos departamentos de Artibonite e Norte.

Num país que é o mais pobre do hemisfério ocidental e o que mais recebe ajuda dos EUA, PDL entende que o desenvolvimento não depende só do dinheiro, mas também das pessoas. Sua estratégia inclui o desenvolvimento de lideranças e o incentivo a uma ampla participação, que são importantes para prevenir a concentração de poder nas mãos de uns poucos. PDL também ajuda as comunidades a descobrir ativos. Antes de iniciar o trabalho com uma organização, PDL exige que os membros juntem os recursos: trabalho, dinheiro, sementes. “Muitas organizações chegaram e trouxeram dinheiro. Mas o dinheiro vai embora e as pessoas nunca se desenvolvem,” afirma Pastor Edwin Saint Val de Bailly, ou Bay em crioulo. Saint Val convidou PDL a ajudar os habitantes de Bay a resolver os problemas juntos. Eles formaram a Inyon Gwoupman Peyizan Bay (IGPB), que agora tem organizadores comunitários em saúde e agricultura e administra um programa de crédito e um banco de sementes.

Até agora, PDL ajudou seis comitês a criarem seus próprios bancos de sementes. Em um ano, distribuíram mais de 33.000 quilos de feijão, amendoim, milho e arroz a 3.500 famílias. E os bancos de sementes continuam a crescer. Com a doação da IAF, PDL vai ajudar os agricultores a desenvolver um abastecimento de alimentos mais confiável mediante bancos de sementes, programas de crédito e capacitação em técnicas agrícolas ecológicas de baixo custo. Ela vai ensinar as famílias a construir latrinas, fazer filtros de água e se preparar para desastres naturais; grupos de mulheres vão administrar fundos de empréstimos para capitalizar suas atividades econômicas. A visão da PDL é uma rede de grupos de base que aprendam uns com os outros, trabalhem juntos para proteger seus direitos e recursos, fortaleçam as economias e, mais importante, tenham voz ativa nas decisões que afetam suas vidas.

Jenny Petrow, representante da IAF