You are viewing archived content
of the Inter-American Foundation website as it appeared on June 1, 2018.

Content in this archive site is NOT UPDATED.
Links and dynamic content may not function, and downloads may not be available.
External links to other Internet sites should not be construed as an endorsement of the views contained therein.
Go to the current iaf.gov website
for up-to-date information about community-led development in Latin America and the Caribbean.

El Salvador

Print
Press Enter to show all options, press Tab go to next option
Carteira atual

Donatários ativos: 20

Recursos da IAF: US$3.965.806

Contrapartida: US$3.169.454

Investimento total: US$7.135.260

Áreas de ênfase: Empresas comunitárias, diáspora e desenvolvimento, conservação e inclusão de indígenas, mulheres e jovens.

Novas doações

Asociación para el Desarrollo Empresarial de Productores y Comercializadores Centroamericanos (ADEPROCCA), US$258.600 por três anos; contrapartida comprometida: US$194.375.

A ADEPROCCA vai desenvolver a liderança e a capacidade organizacional e técnica de 150 moradores de seis municípios dos departamentos de Chalatenango e San Salvador, habilitando-os a aproveitar oportunidades para melhorar e comercializar seus serviços como alfaiates e sapateiros e seus artigos de serigrafia. Cerca de 65% desses salvadorenhos são mulheres e 60% jovens adultos. (ES-255)

Asociación Coordinadora de Comunidades Unidas de Usulután
(COMUS), US$269.120 por três anos; contrapartida comprometida: US$268.580.

A COMUS vai formar uma rede de comercialização nos municípios de San Francisco Javier, San Agustín, Jiquilisco e Ozatlán e trabalhar para expandir microempresas, melhorar a distribuição de seus produtos, desenvolver a capacidade organizacional das associações comunitárias e elevar a renda familiar. O projeto deve beneficiar 442 salvadorenhos diretamente e 2.000 indiretamente. (ES-256)

Asociación Adolescente Juvenil Amigos de Apopa (AJA), US$38.915 por um ano; contrapartida comprometida: US$10.395.

A AJA vai envolver os moradores de três comunidades do município de Apopa, departamento de San Salvador, na avaliação de suas necessidades e ordenamento das prioridades, melhoria da organização das associações comunitárias e formulação de planos de ação. O projeto vai beneficiar 90 salvadorenhos diretamente e 1.380 indiretamente. (ES-257)

Asociación Comunal Lenca de Guatajiagua
(ACOLGUA), US$178.340 por dois anos; contrapartida comprometida: US$137.000.

Em colaboração com o Comité Pro-Guatajiagua, uma associação de salvadorenhos em Virgínia, a ACOLGUA vai abrir e operar um centro que oferecerá cursos profissionalizantes para jovens adultos, inclusive indígenas, e trabalhar para refinar a cerâmica lenca e melhorar o acesso aos mercados. O projeto deve beneficiar 340 salvadorenhos diretamente e 1.700 indiretamente. (ES-258)

Asociación Cooperativa de Productores Agropecuarios y Aprovisionamiento La Taiwanesa (ACOAGROT), US$170.590 por dois anos; contrapartida comprometida: US$150.280.

A ACOAGROT vai desenvolver sua capacidade administrativa, gerar receita suficiente para apoiar suas atividades e fornecer aos seus membros capacitação, assistência técnica e capital para melhorar a produção de café, hortaliças e grãos e a criação de pequenos animais. A doação vai beneficiar 300 salvadorenhos diretamente e 1.500 indiretamente. (ES-259)

Doações suplementares

Asociación Comunal para el Desarrollo de la Mujer Rural (ADEMUR), US$36.650 por seis meses; contrapartida comprometida: US$45.900.

A ADEMUR e seus membros vão melhorar a criação de animais e o processamento, empacotamento e comercialização de carne, aprender a produzir fertilizantes orgânicos e fazer artesanato de couro para venda. (ES-230-A3)

Asociación El Bálsamo (EL BÁLSAMO), US$128.950 por três anos; contrapartida comprometida: US$124.960.

EL BÁLSAMO vai melhorar a infraestrutura de processamento, ajudar a Cooperativa Añil Cielo Azul a produzir e vender artesanato de índigo e oferecer apoio aos agricultores que participam do projeto de revitalização do cultivo orgânico de índigo em Cuisnahuat, Sonsonate. (ES-238-A4)

Instituto de Investigación, Capacitación y Desarrollo de la Mujer
(IMU), US$80.430; contrapartida comprometida: US$46.470.

O IMU vai ajudar mulheres de três associações de base no departamento de Ahuachapán a substituir lavouras e animais destruídos pelos temporais, mitigar os efeitos da mudança climática mediante uma produção mais diversificada e obter acesso aos mercados. (ES-239-A1)

Asociación Pro-Búsqueda de Niñas y Niños Desaparecidos (Pro-Búsqueda), US$27.895 por seis meses; contrapartida comprometida: US$24.200.

A Pro-Búsqueda vai ajudar os agricultores que foram separados de suas famílias ou afetados por “desaparecimentos” em resultado da guerra civil a substituir as lavouras destruídas pelos temporais e mitigar os efeitos da mudança climática mediante diversificação da produção. (ES-245-A1)

Asociación Comunal de Mujeres de Morazán
(ACMM), US$10.625; contrapartida comprometida: US$1.875.

A ACMM vai concluir a compra de um veículo para usar em visitas de campo e melhorar o acesso das empresas e agricultores aos mercados. (ES-248-A1)

Comunidade nativa, vínculo transnacional

Guatajiagua, uma comunidade do departamento de Morazán, tem uma forte tradição indígena. Etimologicamente, seu nome remonta a um termo lenca que significa “vale do tabaco”. Durante séculos, a cerâmica foi vital para a economia local e o trabalho manual com a argila conecta as pessoas com seus ancestrais. Enquanto os turistas estão ansiosos para comprar artesanato, a maior parte da produção de Guatajiagua acaba nas mãos de intermediários, que pagam a esses artesãos uma ninharia por um carregamento de comales, jarras, jarros e peças de cerâmica decorativa destinados aos mercados de San Miguel e San Salvador. Esse esquema, que não é novo nem exclusividade de Guatajiagua, tem suas raízes no longo padrão de marginalização que deixou os povos nativos de El Salvador com uma grave falta de poder de barganha.

A Asociación Comunal Lenca de Guatajiagua (ACOLGUA) é uma organização comunitária dedicada a melhorar a vida dos indígenas de El Salvador mediante programas culturais, sociais e econômicos. A ACOLGUA trabalha em Calvario, bairro de Guatajiagua conhecido por seus casebres de barro que abrigam famílias com várias gerações. Pequenos pátios entre essas casas servem de passagem, área para secagem de grãos e local onde os artesãos produzem cerâmica que dá fama a Calvario.

Para ajudar a atender as muitas prioridades e necessidades, a ACOLGUA iniciou uma relação com uma associação de imigrantes baseada em Virgínia, Comité Pro-Guatajiagua (Pro-Guatajiagua), que foi legalmente constituída em 2002 como organização sem fins lucrativos e cuja missão inclui a melhoria das condições na comunidade de origem de seus membros. Pro-Guatajiagua canaliza ajuda durante emergências, fornece materiais de construção a escolas locais, distribui material escolar e apoia os esforços da comunidade para oferecer aos moradores acesso confiável a água potável. Sua colaboração com a ACOLGUA evoluiu naturalmente, em parte porque algumas famílias de Guatajiagua estão representadas nas duas organizações. Os membros da Pro-Guatajiagua aproveitam as viagens frequentes ao país de origem para discutir ideais e fazer o acompanhamento das iniciativas. Em 2011 e 2012, representantes da ACOLGUA, Pro-Guatajiagua e a comunidade em El Salvador exploraram opções viáveis de geração de renda e trabalharam juntas para priorizá-las.

A ACOLGUA vai usar os fundos da IAF para a preservação da cultura lenca e capacitação técnica. Além de ajudar os artesãos indígenas a refinar o desenho da cerâmica e reduzir sua dependência dos intermediários, planeja abrir um centro que ofereça cursos profissionalizantes aos jovens. O projeto da ACOLGUA deve dar à IAF uma oportunidade especial de aprender como as comunidades salvadorenhas e as associações de imigrantes podem se tornar mais aptas na identificação de metas de desenvolvimento e na captação dos recursos humanos, naturais, sociais e financeiros necessários para atingi-las.

Seth Jesse, representante da IAF