You are viewing archived content
of the Inter-American Foundation website as it appeared on June 1, 2018.

Content in this archive site is NOT UPDATED.
Links and dynamic content may not function, and downloads may not be available.
External links to other Internet sites should not be construed as an endorsement of the views contained therein.
Go to the current iaf.gov website
for up-to-date information about community-led development in Latin America and the Caribbean.

Colômbia

Print
Press Enter to show all options, press Tab go to next option
Carteira atual

Donatários ativos: 24

Recursos da IAF: US$7.072.946

Contrapartida: US$8.928.444

Investimento total: US$16.001.390

Áreas de ênfase: Agricultura, conservação, responsabilidade social das empresas, educação, desenvolvimento de empresas, serviços jurídicos e inclusão de afrodescendentes, indígenas e jovens.

Novas doações

Corporación Socioecológica para el Futuro de Bolívar (Ecofuturo), US$245.000 por três anos; contrapartida comprometida: US$109.435.

Ecofuturo vai trabalhar com os municípios de Bolívar, El Dovio e Versalles, departamento do Vale do Cauca, para melhorar o uso do solo em 50 reservas privadas e propriedades agrícolas, oferecer atividades educativas sobre conservação em cinco escolas rurais e facilitar a colaboração entre habitantes da comunidade e autoridades locais para a designação de três trechos de terras públicas como áreas protegidas. O projeto deve beneficiar 385 colombianos diretamente e 6.000 indiretamente. (CO-531)

Red Departamental de Mujeres Chocoanas (Red Departamental), US$190.870 por três anos; contrapartida comprometida: US$114.632.

A Red Departamental vai executar um processo de planejamento para atualizar a informação sobre os membros da rede, suas necessidades e prioridades. Além disso, oferecerá capacitação em gênero e desenvolvimento social com certificado. O projeto deve beneficiar 140 mulheres diretamente e 1.113 indiretamente. (CO-532)

Asociación de Productores de Panela de la Vereda Las Vegas (Asoprovegas), US$167.475 por três anos; contrapartida comprometida: US$114.397.

Asoprovegas vai trabalhar com seus membros e duas organizações de base no município de Tulua, departamento do Vale do Cauca, Asociación de Escuelas Agroecológicas Campesinas de San Rafael (Aseas) e Asociación de Agricultores Orgánicos de San Lorenzo (Asoagro), para aplicar melhores práticas de uso do solo em 57 propriedades, resultando em aumento da produção de cana de-açúcar, abastecimento mais confiável de alimentos e maior colaboração entre as três organizações. O projeto deve beneficiar 170 colombianos diretamente e 470 indiretamente. (CO-533)

Doações suplementares

Corporación Transparencia por Colombia (Transparencia), US$114.184; contrapartida comprometida: US$173.242.

Com apoio da Fundación Corona (membro da RedEAmérica) e da Comunidade Europeia, Transparencia vai expandir seu programa que incentiva a supervisão pelos cidadãos do uso dos fundos do governo para desenvolvimento e serviços, divulgar os resultados de seu investimento e realizar atividades educativas. (CO-511-A4)

Fundación para el Etnodesarrollo de los Llanos Orientales de Colombia
(ETNOLLANO), US$15.050.

ETNOLLANO vai coletar informação em Bogotá e no departamento de Vichada, inclusive dados cartográficos sobre mineração e exploração de hidrocarbonetos, e compartilhá-la com habitantes de cinco territórios indígenas autônomos (Sikuani, Amorua e Piaroa) às margens do baixo rio Orinoco. (CO-512-A5)

Empresa Cooperativa del Sur del Cauca
(COSURCA), US$75.570 por seis meses; contrapartida comprometida: US$284.153.

A COSURCA vai introduzir cafeeiros resistentes à ferrugem para substituir os danificados por essa doença, capacitar agricultores na prevenção de doenças e identificação de pragas que proliferam devido às mudanças climáticas e incorporar mais 100 agricultores à sua federação. (CO-513-A5)

Consejo Comunitario de la Comunidad Negra del Río Raposo-Palenque Regional el Congal (CCR), US$50.075; contrapartida comprometida: US$15.736.

O CCR vai ajudar 13 comunidades a divulgar seu regulamento de autogestão e oferecer um curso sobre conservação na escola local e ao comitê ambiental do rio Raposo. O projeto deve beneficiar 120 afrodescendentes diretamente e 2.800 indiretamente. (CO-521-4)

Fundación Sumapaz (Sumapaz) US$90.136; contrapartida comprometida: US$87.568.

A Sumapaz vai continuar trabalhando com 60 líderes de 150 grupos de base e representantes de três redes comunitárias em Comuna 3, um bairro de Medellín, para desenvolver a capacidade de planejamento, cooperação, solução de conflitos e promoção de direitos humanos. Além disso, oferecerá aos moradores um programa de gestão e política pública com certificado. (CO-522-2)

Mulheres trabalham para introduzir mudanças em Chocó

A grande riqueza de espécies vegetais e animais faz do departamento de Chocó uma das áreas com maior biodiversidade do mundo, mas seus habitantes estão entre os mais pobres da Colômbia. Seu sofrimento é agravado pelos conflitos internos, uma situação em que as mulheres e crianças são especialmente vulneráveis.

Em 1992, um pequeno grupo de mulheres de Chocó foi convidado a participar de reuniões realizadas pela Red Nacional de Mujeres. A exposição inicial a questões relacionadas à mulher motivou essas participantes a convidar outras 120 para discutir a possibilidade de uma organização que representasse as mulheres em Chocó e defendesse seus direitos e oportunidades. Quatro anos mais tarde, a Red Departamental de Mujeres Chocoanas (Red Departamental) foi oficialmente fundada. Hoje, conta com 52 organizações de base que representam mulheres indígenas, mestiças e afrodescendentes de 19 dos 31 municípios de Chocó.

Entre os principais resultados da Red Departamental encontra-se a criação de dois locais de capacitação, um para programas de liderança e outro para programas sobre políticas. Até agora, quase 2.000 mulheres adquiriram as habilidades necessárias para assumir cargos de liderança e incentivar a participação das mulheres na vida pública. Em 2010 o trabalho da Red Departamental foi reconhecido com a Subvenção Albright do National Democratic Institute, uma honraria validada dois anos mais tarde pelo resultado das eleições locais. Atualmente, as mulheres ocupam 12% dos cargos eletivos em Chocó, em comparação com apenas 3% antes das eleições de dezembro de 2011.

Com o crescimento e o sucesso, surgiram desafios. As necessidades das mulheres incluem desde segurança alimentar, para os deslocados pelo conflito, até uma representação mais ampla no governo local. De modo a abordar essas questões, a Red Departamental precisa de um plano de longo prazo. Ela vai investir a doação da IAF num processo de planejamento para que as mulheres da rede façam uma reflexão sobre seus pontos fortes e fracos e redefinam sua orientação com base numa pesquisa que atualize a informação sobre os membros e identifique as necessidades e prioridades. Mediante a colaboração da rede com a Fundación Universitaria Claretiana num programa de gênero e desenvolvimento social com certificado, as ativistas podem adquirir o conhecimento e as habilidades para intensificar suas atividades de defesa de causas. Trabalhando juntos, os grupos de base da Red Departamental podem continuar melhorando as condições das mulheres em Chocó.

Juanita Roca, representante da IAF